quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Encontrar o sentido do sofrimento - parte da natureza humana.

O Stop eutanásia marcou presença, no dia 9 de Fevereiro, na sessão de esclarecimento sob o tema " Comportamento humano face ao sofrimento e à morte", na Paróquia de S. Lourenço, na Luz.
Participaram vários especialistas que estudam o tema da eutanásia e seus derivados. Foram oradores  da área da saúde a Psicóloga Inês Saraiva e a Enfermeira Sofia Viegas e do direito Ana Velosa e José Seabra Duque, que contextualizaram o debate da eutanásia na sociedade portuguesa.
Ana Velosa, jurista, em representação Stop eutanásia disse: "existe uma necessidade de encontrarmos o sentido do sofrimento que faz parte da nossa natureza humana. É necessário fazer frente ao relativismo que se tem instalado nas sociedades modernas. Cada pessoa tem de encontrar dentro de si um caminho de humanidade, aceitando a sua própria finitude, respeitando a Dignidade  do Ser Pessoa desde o início da sua vida até ao momento da sua morte natural".
Estes oradores multidisciplinares abordaram o tema da morte no sentido de realçar a importância  da vida, a qual é inviolável, um valor a preservar, à luz da nossa Constituição e da deontologia médica e jurídica mundial. Já existem cuidados de saúde, os cuidados paliativos, para aliviar doenças de grande sofrimento e para cuidar de forma continuada os doentes em fim de vida.
Uma formação muito participada com 90 pessoas que, na sessão de perguntas e respostas, procuraram decifrar conceitos e traçar caminhos dentro da verdade.
Fonte: Ana Velosa, conferencista desta Sessão.

Sem comentários:

Publicar um comentário